RioLisboa

Sinopse

Sobre a sonoridade do RioLisboa

A sonoridade do RioLisboa reflete a fusão das musicalidades de Portugal e do Brasil – países unidos por laços históricos e pela língua de Camões. O FADO unido à BOSSA-NOVA – a nostalgia e a saudade unidas à alegria e à paixão. Esta mistura expressa as sonoridades da antiga Alfama com as da saudosa Copacabana, numa junção alegremente conseguida, sensivelmente materializada pelos poetas e pelos músicos que compõem este colectivo.

Desde o início da formação do RioLisboa, que o seu enfoque literário passa pela referência ao Amor, ilustrado nas trivialidades da vida de um casal.  E assim se unem vários tempos, povos e realidades, tão longe geograficamente, mas tão próximos na linguagem do coração.


Sobre o novo disco – “MOÇA MORENA”

"MOÇA MORENA ilustra a mulher moderna europeia que se identifica com as influências latinas, africanas e hispânicas. “Moça morena” é uma mulher mestiça, resultado deste encontro e mistura de culturas, aqui representada pelas diversas cantoras convidadas. A par da identidade desta mulher cada vez mais global, devemos encarar o enorme e vasto oceano, como charneira que induz a uma reflexão profunda sobre o que nos liga a todos, bem como uma mudança de consciência. Quem sou eu? Quem somos nós?  

Os temas de “Moça Morena” espelham, ao mesmo tempo, uma antecipação dessas novas peripécias e aventuras globalizadas, bem como a eterna saudade da nossa casa – as nossas raízes e identidade. Inevitavelmente, o amor acaba como cenário destas histórias irresistíveis, para quem vive a vida intensamente. Os possíveis afluentes deste sentimento resultam em poemas, peças únicas, assinados por figuras maiores da literatura e poesia nacionais – Fernando Pessoa, Sophia de Mello Breyner Andresen, João Monge, Maria do Rosário Pedreira e Nuno Miguel Guedes, bem como músicos sensíveis às palavras e ao modo de colocar o sentimento no papel – Márcio Faraco, José Sebastião, Ana Sofia Paiva, André Mota e Bruno Fonseca.

Um elemento novo neste disco é a inclusão de uma voz de Cabo Verde e de uma voz espanhola, fazendo com que se amplie o espaço destas criações, gerando novas histórias para se cantarem novas canções.

RioLisboa assume-se como colectivo instrumental, podendo contar, para este novo disco, com deslumbrantes vozes, que realçam as afinidades culturais e emocionais destes lugares e suas sonoridades. São elas Rute Soares, Luanda Cozetti, Sandra Correia, Ana Margarida, Mili Vizcaíno e Tété Alhinho."

José Sebastião


Ficha técnica do disco “MOÇA MORENA”:

Henrique Leitão - guitarra portuguesa
Bruno Fonseca – guitarra clássica, viola de fado e direcção musical
Carlos Barretto - contrabaixo
André Mota - bateria e percussões


Cantoras convidadas:
Sandra Correia
Luanda Cozetti
Rute Soares
Tété Alhinho
Ana Margarida
Mili Vizcaíno



Produção: Bruno Fonseca

Gravação: Bruno Fonseca e Paulo Cavaco no Impasse Estúdio e Cloudnoise Studios, de Maio de 2016 a Setembro de 2017

Pré-Produção e Edição Áudio: Paulo Cavaco
Mistura e Masterização: Eduardo Miranda 


Fotografia: Carlos Almeida e Bruno Fonseca
Ilustração: João Rodrigues
Design Gráfico: Cristiane Veneza e Bruno Fonseca